logo wht-01.png

de Carreira

Autocoaching

Trabalho (1).png
Cérebro.png
Procrastinação.png

Procrastinação x Produtividade

A procrastinação é a aliada número um do estresse e da baixa estima. Aproximadamente 20% das pessoas sofrem desse mal. Só no Brasil, quase 40% das pessoas perdem dinheiro devido à procrastinação.

Para piorar esse quadro, o fácil acesso aos meios de comunicação e o mar de informações na internet e na palma da mão não tem nos ajudado a ser mais produtivos.

  • YouTube
  • Facebook
  • Instagram

Inscreva-se agora

Me siga

Mas o que é Procrastinação?

Procrastinação é adiar, deixar de lado tarefas que precisam ser feitas e se ocupar com outras sem necessidade.

A melhor forma de definir um procrastinador é com a seguinte frase: estamos muito ocupados fazendo coisas que  NÃO PRECISAMOS para evitar fazer o que PRECISAMOS de verdade.

Diferença entre preguiça e procrastinação

preguiça-engraçada-99462660.png

PREGUIÇA

Pouca disposição para o trabalho; aversão ao trabalho; inação, inércia, mandriice.


Demora ou lentidão em fazer qualquer coisa; indolência, moleza, morosidade, negligência.

Procrastinação.png

PROCRASTINAÇÃO

Deixar para outro dia ou para depois; adiar, delongar, postergar

Perceba a principal diferença entre preguiça e procrastinação: uma se trata de aversão ao trabalho, enquanto uma fala sobre adiar tarefas, deixando-as para outro dia.

Mesmo que ambos interfiram na sua produtividade, enquanto a preguiça é algo que você tem por pura negligência, a procrastinação é muito mais "inocente", é a ação de postergar as tarefas.
 

Tente perceber se o mal que você sofre é de procrastinação ou simplesmente preguiça. Assim como existem diferenças entre os termos e os "sintomas", há também diferença no "tratamento" de cada um deles. Cabe a você entender qual o problema que está atrapalhando a sua produtividade.

Por que Procrastinamos?

Todos já nos deparamos com situações diante das quais não tínhamos a mínima ideia de como fazer. De fato, este tipo de situação tende a nos paralisar, sobretudo, quando nos surpreende negativamente.

1) NÃO SABEMOS O QUE FAZER E COMO FAZER

Somos imediatistas, e desejamos gratificações instantâneas.

Na busca do prazer a curto prazo, postergamos o que de fato importa e tem relevância.

2) QUEREMOS GRATIFICAÇÃO INSTANTÂNEA

Gastamos mais energia decidindo o que temos que fazer do que propriamente fazendo. Costume dizer que a indecisão mata. Quem não decide se torna refém de circunstancias e resultados que não criou.

3) ESTAMOS INDECISOS E INSEGUROS

A maior dificuldade do ser humano é entender que para tudo na vida há consequências, até quando não decidimos.  Postergar uma ação que podemos realizar agora é dar início a gestação de um problema que não teríamos no futuro.

4) NÃO EXISTEM CONSEQUÊNCIAS PARA AGORA

Existe uma porção de tipos de procrastinadores. Dentre eles, existem aqueles que fazem listas o tempo todo, aqueles que ficam o dia inteiro no Facebook e aqueles completamente perdidos no tempo, aqueles que deixam tudo para amanhã. Faça uma autoanálise e descubra qual é o seu tipo.

Mas por que precisamos ser mais produtivos?

Encarar frente a frente seus problemas e suas tarefas trás uma sensação de missão cumprida, além de ajudar em outras áreas da vida. A medida em que vamos produzindo percebemos que quando mais fazemos, mais fácil fica. Pegamos o ritmo e as coisas deixam de ser assim tão impossíveis quanto parecem.

Ser mais produtivo facilita nosso dia a dia e nos proporciona uma melhor qualidade de vida. Imagine um cenário no qual você não precisa inventar desculpas para si mesmo ou para os outros. Conseguir finalizar projetos é prazeroso e saudável.

  • Ganhar mais dinheiro

  • Superar obstáculos pessoais

  • Melhorar a autoestima

  • Melhorar a qualidade de vida

Aqui a resposta é simples...

Os sabotadores

No processo de procrastinação, os sabotadores nem sempre são fáceis de serem identificados e, portanto, de serem resolvidos. Muitas vezes, eles têm uma razão mais profunda, neste caso podem ser trabalhados através do autoconhecimento e da eliminação de crenças limitantes. O sabotador pode se manifestar de forma individual ou ao mesmo tempo, sendo um consequência de outro.

O medo atua como um paralisador, impedindo que você realize o que precisa, e geralmente está ligado ao medo das consequências que serão obtidas pelos resultados da execução. Um dos maiores medos está ligado a aceitação social, pois temos medo de sermos julgados e criticados por um possível fracasso.


Talvez o medo seja um dos mais comuns sabotadores do nosso dia-a-dia. É quando você deixa de fazer algo com medo de que não vai se sair tão bem ou então pelo medo do que as outras pessoas irão pensar de você. 

Medo

Crenças são coisas que acreditamos de forma inabalável e que regem nosso comportamento. Assim como crenças fortalecedoras tendem a nos colocar em ação, as limitantes nos mantém onde estamos. Em outras palavras, crença limitante é uma coisa que você acredita não ser capaz de realizar ou não ser necessário realizar.


É o famoso: "Isso não é pra mim" ou o "Eu não consigo fazer isso". Esse tipo de pensamento negativo e limitante tem um poder paralisador em nossas vidas.

Crenças Limitantes

Ganhos Secundários

Ganhos secundários são um dos sabotadores mais controversos. Afinal, quem em sã consciência é capaz de acreditar ou assumir que não muda porque quer continuar sofrendo? Pois bem, ganhos secundários, são os prazeres e benefícios que temos ao ficar como estamos e onde estamos.


O exemplo aqui é quando você deixa de fazer aquela tarefa super importante do seu trabalho ou da sua vida para ver mais um episódio de uma série no Netflix. Você tem um ganho secundário e momentâneo enquanto está assistindo seu programa. No entanto, há uma perda muito maior na sua vida a longo prazo.

  • YouTube
  • Facebook
  • Instagram

Inscreva-se agora

Me siga

Para refletir!

"Reconhecer suas Limitações não é sinal de fraqueza, é a única forma possível de crescimento."

Comente abaixo o que mais te chamou atenção neste módulo.